Denilson Campos

Como vários artistas, começou autodidata observando e experimentando.

Frequentou Conservatório...

Comeu o pão que o diabo amassou trabalhando na noite, verdadeira escola.

Participou de várias bandas.  Entre elas, a que mais se destacou foi Capitão do Mato, com composições próprias.

Notas graves resolve bem dizer Denilson Campos.

Nesse enfoque musical faz uma auto antropofagia na construção de um som contínuo / ininterrupto e que se repete / ecoa. Um percurso para constituir uma colcha de retalhos de variedades musicais de nosso ‘quintal’ até o ‘universal ‘, valendo-se também do caminho inverso.  A possibilidade que está dentro e fora do artista.

© 2017 USINA 14 - coletiva de arte

  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon