FLávio Zabotto

Experimenta desde arte contemporânea, Naif, como arte decorativa e o que lhe der vontade de novas descobertas.

Nestas 3 telas expostas, predomina o elemento humano, seus afazeres e dramas pessoais.

 

Pintor autodidata, procura sempre desenvolver uma temática em que se insere o elemento humano, bem como, temas dicotomicos, exemplo: sagrado e o profano. Pinta sempre em tons alegres também como uma forma de enfatizar o colorido e a alegria de vida.

© 2017 USINA 14 - coletiva de arte

  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon